10 de abril de 2014

"Como Eu Era Antes de Você" - Jojo Moyes

Autor(a): Jojo MoyesGênero: Drama/Romance  | Ano: 2013 | Páginas: 320 Editora: Intrínseca


Sinopse:
"Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro."


Will era um homem ativo, amante das aventuras e cheio de vigor. Sua vida muda completamente quando ele sofre um acidente que o deixa tretaplégico. Dois anos depois, Louisa, que havia acabado de perder seu emprego no café que amava trabalhar, recebe uma proposta de emprego como cuidadora para um deficiente e, mesmo sem experiência e sem saber para quem vai trabalhar, acaba aceitando o emprego. 

O primeiro capítulo narra o acidente de Will que acontece dois anos antes dele conhecer Louisa, uma garota simples, sem perspectivas e pacata que aceita o emprego de cuidadora de um tetraplégico, no caso, Will. Já no primeiro dia, a relação deles não começa bem e Will faz um show, dando a impressão de ser uma pessoa que ele não é, nem de longe.

Conforme os capítulos vão passando e Louisa vai sendo mal tratada pelo mau humor de Will, você chega a pensar que ela vai mesmo largar o emprego e seguir com a sua vida. Só que Louisa decide continuar, afinal é um contrato de apensa seis meses e depois ela ficaria livre dele de uma vez por todas.

“Outro som pré-histórico emergiu de algum lugar próximo a seu peito. Era um som terrível, agonizante. Tentei não vacilar. O homem fez uma careta, sua cabeça balançou e afundou em seus ombros enquanto ele começou a me encarar através de feições distorcidas. Parecia grotesco e vagamente irritado. Percebi que na mão em que eu segurava minha bolsa os nós dos meus dedos ficaram brancos. (...) “Meu Deus”, pensei. "Não estou pronta para isso.”

Aos poucos, ela e Will encontram coisas em comum, ele mostra a ela um lado da vida que ela sequer imaginava que existia. Lhe dá livros diferentes pra ler, filmes que ela jamais sonharia em assistir e assim, eles vão ficando cada vez mais próximos.

Justamente neste período, Louisa descobre um dos maiores segredos de Will (que eu queria contar loucamente pra vocês, mas não posso porque é feio ficar dando spoiller das coisas) e a partir desse dia, ela tenta mudar de qualquer maneira a decisão já tomada por ele e o que ele deseja fazer com a própria vida. A partir daí, ela passa a querer ser a pessoa que vai fazer Will mudar de ideia, a pessoa que pode fazer a diferença e tenta, de todas as formas que ela conhece, fazer com que ele veja que existem coisas muito melhores fora da casa que ele nunca sai. Assim, Louisa começa a levar Will primeiro ao jardim de sua casa, depois o leva pra almoçar, para passear pela cidade e o ápice de toda essa empreitada é conseguir levar Will em uma viagem. Só ela, Will e Natham, o enfermeiro.

Em algum momento da madrugada eu me levantei, tirei delicadamente minha mão da de Will, fechei as portas envidraçadas, abafando o quarto no silêncio. Will dormiu — um sono audível e calmo que ele raramente tinha em casa. Não dormi. Fiquei lá, olhei-o e procurei não pensar em mais nada.”

Algumas pessoas dizem que o livro é uma “leitura pesada”, pelo contrário, achei leve, fluida, rápido de ler e terminei na mesma noite em que comecei. O final do livro é previsível e eu li com lágrimas nos olhos.  Logo no começo, você já sabe o que vai acontecer, mas a curiosidade de saber se aquilo que você achava que iria acontecer acontece mesmo ou não, te fez continuar lendo.

Jojo moyes tem essa narrativa bem feita, sem atacar com detalhes demais e fala sobre dor de uma forma que eu não tinha lido antes. Ela não fala somente da dor de uma pessoa que era ativa, que tinha muita vida dentro de si e, devido aos acontecimentos, se torna alguém dependente e triste, mas fala da dor de uma pessoa que não quer ser mais nada além do que ela já é, alguém que não precisa de aventuras, de novidades, alguém que está conformado em ser quem é e se sente bem com aquilo. 


Enfim, é um bom livro e é diferente do que todo mundo está lendo. Bem escrito e cativante, "Como eu era antes de você" faz com que você acabe gostando de Louisa, porque ela é uma garota comum como você e eu, um pouco boba e sem sonhos, mas comum como todo mundo e ainda te faz adorar o cinismo inteligente e o mau humor de Will.


Comente com: ou

0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo