30 de outubro de 2015

O Álbum - Timothy Lewis











Autor(a): Timothy Lewis | Gênero: -- | Ano: 2015 | Páginas: 240| Editora: Novo Conceito | Skoob

Sinopse: Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander.

Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.


O livro conta a de Adam, um negociante de objetos usados que encontra um álbum cheio de cartões-postais em uma das propriedades que será esvaziada e vendida. Os cartões são todos assinados por Gabe Alexander, o ex dono dessa propriedade. Os cartões acabam por intrigar Adam e os poemas no verso de cada um parecem ser as respostas para seus dramas pessoais.



Não acredito em amor a primeira vista, amor eterno, alma gêmea bate coração, duas forças que se atraem e essas coisas de que tratam o livro, mas a história é tão gostosa, tão bem construída que o fato de Huck (Pearl Alexander) e Gabe serem feitos um para o outro e terem esse amor incondicional não me incomodou.

Clark é um personagem pra lá de louco. Como Huck conseguiu se envolver com um cara desses? Ainda mais depois do episódio do cabelo. Quem me conhece sabe que é só falar pra não cortar que eu pico a tesoura, então não foi difícil me apegar a Huck e a sua personalidade forte.


Sou bem suspeita para falar de livros com mais de um ponto de vista, na verdade, são os meus preferidos e quanto mais pontos de vista, mais eu gosto do livro e "O Álbum" me pegou por isso e pela escrita fluída, gostosa e simples.

Ainda acho que a editora deveria ter mantido o título original, que é "Forever Friday" ("Para Sempre Sexta-Feira"). Sinceramente, o título faria muito mais sentido e seria muito mais bonito, combinando com toda a história. Mas, manda quem pode, obedece quem tem juízo, neh?
"Como seres humanos, temos a esperança de ter uma série de coisas. Felicidade. Saúde. Emprego. Filhos. Um parceiro. A eternidade. À medida que amadurecemos, começamos a reconhecer uma força misteriosa que é parte de cada um de nos, algo muito mais poderoso que nós mesmos.
Aquela força é a esperança, a base de nossas almas."
No fim, a história dos cartões postais é só mais um elemento em uma história linda e bem construída. O final do livro é aguardado e bem previsível, já é possível esperar como as coisas irão terminar, mas é gostoso acompanhar Adam e suas descobertas de vida através da história de amor de Huck e Gabe. Além de um livro de amor, "O Álbum" é, acima de tudo, um livro sobre esperança.

*Livro cedido em parceria com a Editora




Comente com: ou

1 comentários:

  1. Olá; concordo que o título original seria mais interessante. Não tenho nenhuma atração pelo livro, mas talvez darei uma chance à história se tiver a oportunidade.

    ResponderExcluir

 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo