6 de janeiro de 2016

Para Continuar - Felipe Colbert



Autor(a): Felipe Colbert | Gênero: Romance/Fantasia | Ano: 2015 | Páginas: 224 | Editora: Novas Páginas | Skoob 
Sinopse: Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso.
Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade.
A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento.
O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.


"Para Continuar" foi meu primeiro contato com o autor Felipe Colbert de quem eu ouvia falar muito bem pelo livro "Belleville". Infelizmente, o meu contato com a escrita do autor ou com sua história, não me trouxe grandes surpresas ou paixões. Vou explicar.


Leonardo é um garoto que sofre de uma doença no coração e acha que sua vida é muito limitada devido as inúmeras visitas ao médico, remédios, limitações físicas e zelo excessivo dos pais. Mesmo assim, às vezes, ele tenta levar uma vida normal. Certo dia, no metrô, ele vê uma linda garota e fica encantado por ela. Essa garota se chama Ayako, é descendente de japoneses que mora com seu avô e Ho, um rapaz com uma certa deficiência mental e ele é apaixonado por Ayako.

A loja de luminárias do avó de Ayako possui uma pequena peculiaridade. No porão existem luminárias mágicas que representam amores e a função de Ayako e seu avô é ser os guardiões dessas luminárias, para que nunca se apaguem


Leonardo é um personagem um pouco entediante. O achei chato, repetitivo, egoísta e extremamente dramático. Ele e os pais viviam um grande drama em volta da doença que ele tem no coração. Okay que é uma doença grave e deve-se tomar suas devidas precauções, mas a cada drama, eu achava que Leo deveria agradecer mais pelo que tinha do que lamentar pela doença e a vida limitada. A vida só é limitada para quem a faz e me parecia que Leo tinha muitas oportunidades rodando a sua volta.

E, vamos e convenhamos que, seguir alguém no metro de São Paulo não é uma coisa de gente normal. Se eu fosse Ayako teria chamado a polícia na primeira oportunidade e, talvez, por isso, eu tenha achado o amor dos dois um pouco forçado, um pouco irreal demais. Eles se apaixonam com uma facilidade estranha, eu estaria extremamente desconfiada de Leo, não apaixonada.


A parte que mais me conectou com o livro foi o local onde a história acontece. São Paulo, Capital, Liberdade e o metrô. Eu amo o metro de São Paulo e trabalhei por MUITO tempo na Liberdade, então conheço o bairro e quando o autor se perdia nas descrições eu embarcava e me perdia com ele, colocando-me exatamente (ou mais ou menos) onde os personagens estavam.

"Para Continuar" trata de romances delicados com suas interferências problemáticas e o autor tenta conduzir o amor (um pouco forçado demais para o meu gosto) de Leo e Ayako com uma leveza que é impossível não torcer pelos dois e o livro só não ganhou mais estrelas porque não consegui me conectar com os personagens e achei que o elemento mágico não cumpriu totalmente o seu papel.



*Livro cedido em parceria com a Editora.




Comente com: ou

0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo