30 de março de 2016

172 Horas na Lua - Johan Harstad



Autor(a): Johan Harstad | Gênero: Suspense/Mistério/Ficção Científica | Ano: 2015 | Páginas: 288 | Editora: Novo Conceito | Skoob


Sinopse: O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez.Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 - um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano.
Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviado mais ninguém à Lua.
Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer...
Prepara-se para a contagem regressiva.


Realmente, não sei como começar a resenha desse livro. “172 Horas na Lua” foi um livro que comecei a ler assim que chegou, mas larguei a leitura no meio do caminho por outros motivos e quando retomei, precisei recomeçar, o que não foi nada ruim porque eu precisava relembrar os personagens e o que havia acontecido até onde eu me lembrava de ter parado.


A primeira parte do livro resume a vida dos nossos três aventureiros Mia uma norueguesa que sabe o que quer e seu maior sonho não é, nem de perto, ir para a lua, Midori é uma japonesinha que vê na lua a oportunidade de fugir de uma sociedade opressora e, por fim, Antoine um francês que precisa ir o mais longe possível para esquecer um grande amor.

Essa primeira parte do livro é um pouco lenta, já que conhecemos a vida de cada personagem e um pouco de suas famílias, sonhos e ambições. Confesso que foi lento para mim porque eu queria ver ação logo, queria lua, mistérios e ação, eu já disse ação? Queria isso porque o prologo do livro é tão cheio de segredos e de pequenos detalhes que você se vê curioso por aquilo durante todo o livro.

Na segunda parte do livro começamos a ver nossa viagem a lua um pouco mais perto. Os personagens viajam com suas famílias para a base da NASA onde receberão o treinamento necessário para enfrentar “172 Horas na Lua”, ou seja, sete dias e quatro horas sem contar a viagem de ida e volta da terra para a lua e da lua para a terra.

Bom, quando chegamos na parte mais emocionante vulgo, pouso na lua e chegada na estação DARLAH 2, que até pouco tempo ninguém conhecia a existência além da “172 Horas na LuaNASA, as coisas começam a acontecer.


Confesso que fiquei ASSOMBRADA pelos acontecimentos inexplicáveis que Mia, Midori e Antoine começam a enfrentar junto com os outros membros da missão. Por muitas vezes me peguei ansiosa ou nervosa com o que poderia acontecer a cada um deles. 

Apesar do livro ter várias e várias páginas dedicadas a contar a história de cada personagem, 172 Horas na Lua foca um pouco mais em Mia, a personagem que senti menos empatia. Mesmo torcendo por ela, não querendo que nada de ruim acontecesse, senti que Mia não era tão real, não era tão crível quanto eu gostaria que fosse. Talvez o autor tenha se preocupado demais com os mistérios envolvendo a lua, a missão e as bases DARLAH 1 e 2 que tenha esquecido de tornar os personagens mais humanos e reais. Para mim, eles ficaram levemente superficiais.

Agora precisamos falar do final. “172 Horas na Lua” tem um final emocionante, angustiante e muito chocante. As páginas finais te deixam com aquela sensação de estar vendo um filme de ação em que cada piscada que você dá, se perde um pedacinho essencial de toda a história e ao chegar nas ultimas páginas e ver o que acontece com todos os tripulantes e a Terra é de se ficar de queixo caído.


Apesar do início lento e dos personagens pouco cativantes, “172 Horas na Lua” é uma ficção leve com um final inesperado que vai te marcar de alguma maneira.



*Livro cedido em parceria com a Editora.




26 de março de 2016

TAG: Livros Doces


Hoje venho responder uma TAG já que faz MUITO tempo que não tem TAG no blog e ela se chama Livros Doces e foi criada pela Flávia do blog Livros e Chocolates, mas eu fui indicada há milianos pelo Gustavo do blog Um Mundo Chamado Livros.

Bom, vamos começar!


Brigadeiro: Apesar de comum e popular, é uma delicia e o maior vício! Todo mundo gosta, todo mundo quer e não pode faltar em nenhuma estante! É pra ler e ser relido sempre!

Escolhi "Mentirosos" porque é um livro bem popular e tem uma história deliciosa de acompanhar, cheia de mistérios e com um final arrasador. Não sei se é bom para ser relido sempre, mas é bom para quem ainda não leu.

Resenha Aqui.








Beijinho: Muito conhecido entre a galera e na maioria das vezes deixado de lado por preconceito. É ótimo, mas tem um "cravo" horrível que serve de enfeite e não desce nem a pau. Seria perfeito se não fosse por ele.

Antes de falar do livro, quero deixar bem claro que Beijinho sem cravo é, somente, um docinho de coco. Portanto, amo o cravo do beijinho e o gosto que dá no doce é maravilhoso! U_U

Bom, "Revival" é aquele livro que a maioria das pessoas não leem porque o nome do autor o precede. A história tem tudo para ser uma delicia, mas tem alguns pontos que não descem de jeito nenhum e isso faz a história ficar um pouco arrastada.

Resenha Aqui.


Olho de Sogra: Muito feio visualmente, mas pode surpreender se houver chance de ser apreciado, de forma positiva ou não.

Acho essa capa fantástica, pois sei que é capaz de assustar ou impressionar muita gente, mas sei que se deixassem a capa e as figuras do livro para lá, encontrariam uma ótima história de três adolescentes atrás de um grande mistérios.


Resenha Aqui.








Quindim: Te deixa arrependido, pensando se depois de lido valeu mesmo a pena, afinal, todas aquelas "calorias" são totalmente dispensáveis e fazem um mal danado pra saúde.

É um bom enredo, me deixou muito curiosa durante todo o livro, mas no final, aquele final me fez ficar me perguntando se todo o tempo que perdi lendo, valeu mesmo a pena.


Resenha Aqui.





Rocambole: É meio enrolado, mas é bom demais!

Muitos personagens, história que vai e volta, muitos nomes pra decorar, muitas vidas pra assimilar, mas no final... Tudo valeu a pena.


Resenha em breve.









Casadinho: Difícil de aceitar, mas depois que se prova, é impossível de largar.

Muita gente tem preconceito com livros de colorir, que são coisa de quem não tem o que fazer e todo aquele mimimi de inveja porque não sabe colorir um coração, mas depois que você começa, é impossível não se pegar durante o dia pensando em colorir.


Resenha Aqui.




22 de março de 2016

Incógnito - Maiara Tissi



Autor(a): Maiara Tissi | Gênero: Romance Policial | Ano: 2015 | Páginas: 260 | Editora: Arwen | Skoob

Incógnito # 1

Sinopse: Quando os melhores agentes secretos do mundo começam a ser eliminados um por um, Mariana Conrado vê o jogo mudar. Agora ela é a caça, não a caçadora e essa posição requer cuidados diferenciados.
Enquanto enfrenta a missão de sua vida, um charmoso e insistente vizinho resolve se aproximar e obriga Mariana a lidar com as lembranças de um fantasma do passado que promete reabrir suas cicatrizes e afetar seu julgamento em um momento em que isso pode ser fatal.

Eu AMO romances policiais e quando vi a oportunidade de ler um deles editado pela Arwen e, ainda por cima, nacional, fiquei muito animada. Era a minha chance de ler algo que eu gosto e divulgar , mais uma vez, a literatura nacional.

"Incógnito" nos trás a história de Mariana Conrado cujo sonho de infância era ser uma espiã secreta. A partir de então, Mari se esforça em tudo o que faz para sempre ser a melhor e mesmo com todos a sua volta dizendo que espiões secretos não existiam, Mari continuou se esforçando até que conseguiu sua tão sonhada vaga de espiã. Agora, tantos anos depois, Mariana e seus amigos enfrentam agentes de outra agência secreta que está matando um a um os espiões de outras agências.
"Sou acostumada a enfrentar os mais impiedosos mafiosos, os mais ferozes contrabandistas e os mais bem treinados agentes. O Contra-ataque faz parte da minha rotina. Pela primeira vez, porém, minha posição é a de alvo de um ataque em curso."
A única coisa que me irritou mais do que tudo, foi a personalidade de Mariana. Ela é considerada uma espiã perfeita, excepcional em ABSOLUTAMENTE tudo o que faz e, por isso, seu ego é tão gigante que ela precisaria de uma mala de rodinhas para carregá-lo. Mas, fico aqui me perguntando, se ela é considerada tão boa e perfeita assim, porque cometeu erros enormes no passado? Por que ela sempre abaixa a guarda quando na primeira vez que fez isso tudo deu errado? E, finalmente, por que ela se apaixona tão rápido e loucamente quando da primeira vez que fez isso não deu nada certo?

Essas pequenas coisas me deixavam com a pulga atrás da orelha já que Mariana sempre cometia erros básicos em situações que até nós, meros mortais sem treinamento de espião, não cometeríamos. Mari é a rainha de meter os pés pelas mãos e também não é o tipo de personagem que aprende com seus erros, pelo menos, não nesse livro. Como se trata de uma trilogia, quem sabe ela consiga administrar melhor seus erros no futuro? .
"Ligo para Fernando, mas o que tenho a dizer não cabe em uma ligação."
Mariana à parte, o livro tem, como pano de fundo, as agências secretas e uma delas quer retomar o posto de melhor agência do mundo matando todos os agentes que não trabalham para eles e essa é uma das partes que mais me fez persistir na leitura. Gosto muito dessa coisa toda de agente secreto e missões impossíveis, ainda mais quando existe uma outra agência que quer acabar com as demais. 

O livro é narrado por Mariana em dois tempos. Nos tempos atuais ela lida com esse novo inimigo que caça a ela e seus amigos para dizimá-los um a um e seis anos antes, quando Mariana era uma agente novata e abandonou seu emprego por amor, assim, vamos conhecendo melhor a protagonista e seus erros do passado.


"Incógnito" não tem grandes reviravoltas, talvez isso se explique por ser o primeiro livro da trilogia, mas as coisas ocorrem meio que previsivelmente durante a trama. Mesmo achando que aquele acontecimento pareça óbvio, ele vai acontecer, mas apesar de previsível, acho que o final deu um toque de curiosidade quando termina tão abruptamente, deixando o leitor imaginando diversos caminhos para Mariana e os outros personagens.

A escrita de Maiara é bem leve e fácil de acompanhar. Ela não usa palavras rebuscadas demais, nem quando os agentes conversam entre si e isso nos ajuda a acompanhar a história sem problemas e, assim, a história flui rapidamente.

Agora, estou curiosíssima para saber o que mais vem por ai.



*Ebook cedido em parceria com a Editora.




21 de março de 2016

Lançamentos de Março - Editora Arwen

Do Éden a Luxúria | Autor(a): Ananda V. | Skoob
Sinopse: Um bar esquecido pelo tempo chamado Devil's Throat — o Gênesis da queda de Melissa Saccer, uma garota que tem sido atormentada por um pesadelo do qual não se recorda ao abrir os olhos. Há centelhas de memórias, passagens de um conto de Edgar Allan Poe, mas nada substancial que possa lhe ajudar. 
William, um forasteiro enigmático que se comporta como um cavalheiro inglês da época vitoriana. Quantos segredos ele esconde por trás da imensidão de seus olhos azuis?
Nessa jornada sombria e solitária que Melissa enfrentará, nada é como parece ser. A verdade, a mentira, o mal e o bem tem múltiplas faces, pontos de vista conflitantes. Esteja preparado para se apaixonar, mas, acima de tudo, esteja preparado para a queda.



A Loira Do Banheiro e Outras Histórias De Arrepiar | Autor(a): Deison Groff | Skoob

Sinopse: Um dos mistérios da vida é: de onde vêm as lendas urbanas?
Você não conhece ninguém que tenha inventado uma lenda urbana. Os que contam uma dessas histórias sempre a ouviram de outro, que ouviu de outro, que ouviu de outro, que não se recorda de onde a ouviu. Em geral, quem conta uma lenda jura que aconteceu com a melhor amiga do primo da irmã do namorado da vizinha. Ou seja, com um conhecido bem distante.
As histórias que o povo conta podem até mudar um pouco aqui, outro pouco ali. Suas alterações de região para região são comuns, mas o importante é que elas continuam mexendo com o nosso imaginário, causando um misto de medo e curiosidade.
Dieison Groff resgatou doze lendas urbanas que prometem atrair a atenção da galera do começo ao fim. Este livro reúne histórias arrepiantes como a do vestido de noiva, da loira do banheiro, do motorista funerário, da moça do táxi, do menino na foto, entre outras que provavelmente vão fazer você terminar a leitura com os cabelos em pé.

Cat, meu amigo psicopata | Autor(a): Malu Ghiraldeli | Skoob 

Sinopse: Um estudante de psicologia, um estudante de medicina, uma garota albina, e um psicopata. Ou talvez uma gangue deles. Logan Davis sabia que aquilo não ia dar certo, sempre soube, mas como ele mesmo diz: a carne é fraca. Então quando o jovem estudante de medicina William Miller pede sua ajuda para um projeto no mínimo impossível, ele acaba aceitando, e ambos agora são responsáveis pelo psicopata mais perigoso da cidade. O propósito? Fazê-lo se apaixonar, valendo o diploma do jovem médico e uma vaga preciosa em um famoso hospital. Uma experiência que vai acabar trazendo de volta velhos inimigos, criando novos deles, derramando um pouquinho de sangue e virando suas vidas de cabeça para baixo.

As Grandes Aventuras De Daniella | Autor(a): L. L. Alves | Skoob 

Sinopse: Bom, o que eu tenho a dizer sobre esta história maluca que estou prestes a contar? É simples: vocês não vão acreditar. Sério mesmo. Vai parecer loucura, com minha boca suja, dois pés esquerdos, noites inusitadas e quilinhos a mais (muito mais, mas não vamos entrar em detalhes...). Mas vou fazer o quê? É a verdade. E eu vou contar para vocês porque... Sei lá. Na verdade, eu nem devia estar contando, alguns de vocês vão se chocar.
Ainda está aqui? Bom, o risco é todo seu. Prepare-se.
Ah, é verdade, esqueci de me apresentar (típico). Meu nome é Daniella Fagundes, vinte e oito anos, namoro com o Thiago há dois anos e posso dizer que tudo está mais que perfeito! (xi, exagerei agora, né?). Também adoro comer e sou diferente de qualquer outra mulher que já tenha contado sua história para vocês. Por quê? Porque sou uma daquelas mulheres conhecida como gordinha. Sabe como é? Eles não se referem a mim como a sagaz Daniella ou a superconfiante Daniella. Sou apenas a gordinha do grupo. Sempre tem que ter um, não é?
Bom, é isso aí, acho que deu para entender. Afinal, vocês estão prestes a conhecer as minhas aventuras de autoconhecimento e de... Comece a ler, ué. Não quer perder um segundo, quer?

Irmandade de Copra - Jogos de Liderança  | Autor(a): Caroline Defanti | Skoob

SinopseA Irmandade de Copra está com problemas. 
Enquanto Aeris vive com Dakarai e os Copranos, aprendendo a amar o seu estilo de vida, a respeitar a deusa Copra e a viver na Terra, como seus ancestrais haviam feito antes de destruí-la, a Irmandade enfrenta uma fase difícil, onde planos sombrios são traçados.
Anos depois do seu desaparecimento, Aeris volta a ter contato com um dos Irmãos e descobre algo terrível: A Irmandade não é mais o que era antes. 
Os Irmãos estão em um jogo perigoso que mistura astúcia, trapaça e Dádivas. A liderança é o prêmio, os rivais têm suas cartas na manga e o maior medo de Aeris, Dakarai e todo o povo Coprano pode se tornar real.
Com a ajuda do estrategista Chess e seus Irmãos, Aeris vai precisar de muita coragem e inteligência para vencer esses Jogos de Liderança. 
No segundo volume da Trilogia Irmandade de Copra, você vai encontrar muita ação, aventura e uma batalha perigosa a fim de manter a ordem, enquanto os Irmãos ainda têm que enfrentar dores de um passado triste.
Prepare-se, os jogos vão começar!

Para adquirir os livros é só visitar a loja virtual da Arwen.




19 de março de 2016

Mototerapia - Dinno Benzatti













Autor(a): Dinno Benzatti | Gênero: Bem Estar E Lazer | Ano: 2015 | Páginas: 216 | Editora: Butterfly | Skoob

Sinopse: Dinno Benzatti, que aboliu o carro e há anos só se locomove em motocicletas, garante que elas são um remédio poderoso para acalmar a mente e antídoto para o estresse. De sua relação com as motos surgiu o que ele chama de “mototerapia”, assunto trantado com leveza e responsabilidade quando une aventura e liberdade à segurança. 
Além de apresentar roteiros turísticos ao redor do mundo, o autor conta o surgimento da indústria motociclística no país e como as motos se tornaram símbolo da cultura pop. Quem não se lembra dos filmes que associam a motocicleta à rebel¬dia do rock’ n’ roll? E da mítica “7 Galo”, que virou febre no Brasil nos anos 1970? 
Outra grande novidade neste livro é a crossmedia, interativi¬dade do conteúdo em vídeos. O leitor poderá acessar, por meio de celulares ou tablets, dicas e matérias especiais para a TV esca¬neando os QRcodes impressos ao longo do texto. 
Se você é motociclista ou pensa em se tornar um, prepare-se, pois este livro aborda justamente a irresistível paixão pelas maravilhas sobre duas rodas e seus benefícios inimagináveis. 
Pronto para a aventura?


Se tem uma pessoa medrosa, essa sou eu! Morro de medo de andar de moto, tanto que nunca me arrisquei, nem sozinha nem de caronas, mas eu admiro as motos, tanto as antigas quanto as novas cheias de tecnologias. As acho lindas e babo em algumas, por esse motivo, quando vi o lançamento "Mototerapia" da editora Butterfly, resolvi pedir o livro para ver como o autor tratava o estresse com motos.




O livro trás muitas dicas sobre motos tanto quanto a roubos, quanto rodas, dias de chuva e cuidados em geral para se tomar com a moto e quando se está pilotando.

O livro conta com QR Codes que você pode acessar mais dicas e matérias especiais através deles, também conta com um apêndice ao final do livro que trata da manutenção e segurança tanto da sua moto quanto a sua própria segurança.


Demorei mais do que esperava para ler o livro e não é porque ele não me interessa e sim, porque senti que deveria ser feito assim, um capítulo de cada vez. Através do livro do Dinno pude entender melhor os motociclistas que rodam em volta do meu carro e, como vocês sabem, o trânsito de São Paulo é sempre caótico e cheio de motociclistas. Nunca tive problemas com eles, mas agora, sei porque eles fazem muito do que fazem no trânsito e me conscientizei, ainda mais, de que eles são a parte mais frágil da situação.

Dinno trás, em cada linha, sua paixão por motos e o quanto elas contribuem para evitar o estresse. Quem dera eu não tivesse tanto medo de andar de moto, porque se eu fosse um pouco mais corajosa, até cogitaria a compra de uma delas após ler esse livro, mas fico feliz em saber que, segundo Dinno, o medo é essencial para quem pilota.




Não sou muito de julgar um livro pela capa ou como foi confeccionado, mas desta vez a Editora Butterfly fez um lindo trabalho. Páginas brancas cheias de dicas em quadrados cinzas, QR Codes bem colocados e muitas, muitas fotos. Parabéns a editora pela diagramação.



*Livro cedido em parceria com a Editora.




18 de março de 2016

[Blogagem Coletiva] Profundo & Intenso





Neste mês, a http://www.editoraarqueiro.com.br/ lança os livros "Profundo" e "Intenso", dois livros que tratam de um assunto super delicado e que destrói a vida de muitas pessoas, a Vingança Pornô (Revenge Porn).

Antes de falar dos livros escritos pela autora Robin York, vamos falar um pouco sobre a Vingança Pornô e como ela é tratada no Brasil.

"A pornografia de vingança ou, na língua inglesa “revenge porn’’, é um crime que ocorre quando fotos ou vídeos íntimos são divulgados ou compartilhados via internet, por um companheiro ou companheira, sem autorização da pessoa que está sendo exposta, com o propósito de causa dano à vítima, que geralmente é do sexo feminino."

Com certeza você já teve algum amigo, parente, conhecido ou até você mesmo que já tenham passado por isso e pode ver como a vida dessa pessoa foi jogada no lixo como se o sexo denegrisse a imagem da pessoa que o pratica.

No Brasil temos a LEI Nº 12.737, de 30 de Novembro de 2012, mais conhecida como Lei Carolina Dieckmann que prevê pena de detenção de três meses a um ano mais multa para quem invadir dispositivo informático alheio com o fim de obter informações sem autorização.

Mas, Lú, isso não pune quem dissemina pela rede fotos enviadas por livre e espontânea vontade!

17 de março de 2016

Lançamentos de Fevereiro- Editora Novo Conceito

Mentiras Como O Amor | Autor(a): Louisa Reid | Skoob

Sinopse: Audrey sabe que sua mãe está certa quando tenta salvá-la de si mesma. Ela sabe que tem sido injusta, por isso precisa, por seu irmão mais novo e por sua mãe, seguir em frente. Audrey tenta manter todos felizes. Juntos, eles estão em busca de dias melhores. 
A mãe de Audrey, à sua maneira, tenta ajudar a filha a controlar a doença para que ela possa encontrar um recomeço seguro.
Então Audrey conhece Leo, mas ele torna a vida dela realmente complicada, pois essa amizade faz com que ela deseje ousar ser ela mesma, enfrentar a vida.
Agora, Audrey precisará decidir: cuidar de sua família especialmente de seu irmão ou continuar sonhando com a vida que tanto deseja? 
Mentiras Como o Amor é deslumbrante e de partir o coração. É o novo romance de Louisa Reid, a autora aclamada de Corações Feridos.


A Menina Que Não Acredita Em Milagres | Autor(a): Wendy Wunder  | Skoob

Sinopse: Campbell tem 17 anos.
Ela não acredita em Deus.
Muito menos em milagres
Cam sabe que tem pouco tempo de vida, por isso quer viver intensamente e fazer tudo o que nunca fez, no tempo que lhe resta. Mas a mãe de Cam não aceita o fato de perder a filha, assim, ela a convence a fazer uma viagem com ela e a irmã para Promise um lugar conhecido por seus acontecimentos miraculosos.
Em Promise, Cam se depara com eventos inacreditáveis, e, também, com o primeiro amor. Lá encontra, finalmente, o que estava procurando mesmo sem saber.
Será que ela mudará de ideia em relação à probabilidade de milagres? 
A Menina que não Acredita em Milagres vai fazer você rir, chorar e repensar sua conduta de vida.



As Garotas De Corona Del Mar | Autor(a): Rufi Thorpe  | Skoob

Sinopse: Amizade entre garotas pode ser intensa e, no caso de Mia e Lorrie Ann, não há dúvidas de que isso é verdade. À medida que crescem, a vida de Mia e Lorrie Ann é preenchida com praia, diversão e passeios ao shopping. Por outro lado, como toda amizade, há conflitos e dores. Mia e Lorrie Ann convivem há muito tempo e possuem personalidades opostas. Mia é a bad girl , vivendo em uma família problemática. Lorrie Ann é linda e amável, quase angelical, e tem uma família que parece ter sido arrancada de um conto de fadas. Mas, quando uma tragédia acontece, a vida perfeita sai fora de controle...






*Todos os livros foram lançados somente em Ebook.




16 de março de 2016

[VÍDEO] Caixinha de Correio #8 - Fevereiro

Oba! Agora sim em dia, temos a Caixinha de Correio referente a tudo o que eu recebi no mês de Fevereiro, mas como as coisas nem sempre são perfeitas comigo, a especialista aqui esqueceu de ligar a lente da câmera corretamente e eu fiquei SUPER embaçada, mas dá pra ver os livros direitinho, que é o que importa.

Então, é só socar o play e ver o que andei recebendo!!



E vocês querem ler qual deles?




15 de março de 2016

Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

Autor(a): Laurie Halse Anderson | Gênero: -- | Ano: 2012 | Páginas: 272 | Editora: Novo Conceito| Skoob

Sinopse: Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer.
O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. 
Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir.
Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles.
Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laure Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.


O livro conta a história de Lia, uma adolescente obsecada pela magreza e sua amiga Cassie que perdeu o controle e morreu sozinha em um quarto de motel, mas antes de morrer, Cassie ligou para Lia 33 vezes. O que Cassie tinha a dizer? O que aconteceu com ela? Como Lia vai lidar coma a morte da melhor amiga?

Não sei nem como começar a falar sobre o livro ou o que eu senti durante a leitura do livro. Assim como algumas pessoas tem um relacionamento doentio e compulsivo com comida, existem as pessoas que repudiam e sentem nojo da comida, Lia é uma dessas pessoas.
"Eu fui o motivo que não a fez fugir no primeiro ano. Eu fui o motivo que a fez não tomar um frasco de pílulas para dormir enquanto seu namorado a traía. Eu a ouvia por horas quando seus pais gritavam e tentavam a transformar em um modelo no qual ela não se encaixava."
Lia chegou a adulterar a balança para que a madrasta achasse que ela tinha engordado ou, ao menos, continuado com o mesmo peso, mas Lia ficava cada vez mais magra e quanto mais magra ela ficava, mais queria ficar e nada, nem ninguém conseguia fazer com que ela entendesse que isso poderia matá-la.

O livro é emocionante em diversos sentidos. Ele pode te marcar e te dar muitos tapas na cara. Eu nunca tive problemas alimentares, mas sempre fui gordinha e sei como o relacionamento com a comida pode ser doentio, tanto para quem a ama, quanto para quem a odeia e ler "Garotas de Vidro", conheci um outro lado que eu não imaginava ser tão cruel.

Lia é uma personagem incrível, tão bem criada e elaborada que, muitas vezes, me deu raiva por não ver que todos ao seu redor estavam querendo que ela fosse uma adolescente normal, mas ela não consegue enxergar isso e a descrição que Lia dá para as pessoas que estão comendo é tão nojenta que eu fiquei impressionada.
"Então ela me diz, as palavras escorrendo para fora junto a migalhas de muffin de cranberry, as vírgulas mergulhadas em seu café."
"Garotas De Vidro" trata de um tema pesado, verdadeiro e muito, muito real e delicado. É um livro que, com certeza, vai te tirar de qualquer lugar confortável em que você esteja e te jogar na mais crua realidade de uma pessoa realmente doente. É impossível não ler esse livro sem se questionar sobre os padrões de beleza impostos pela sociedade.

Existem muitas Lias andando por ai, algumas conseguem sair do abismo em que se encontram, outras acabam como Cassie.








14 de março de 2016

Lançamentos de Março - Editora Arqueiro & Sextante

Um Novo Amanhã | Autor(a): Nora Roberts | Skoob

Sinopse: A tradicional pousada da cidade de Boonsboro já viveu tempos de guerra e paz, teve diversos donos e até sofreu com rumores de assombrações. Agora ela está sendo totalmente reformada, sob direção dos Montgomerys, que correm para realizar a grande reinauguração dentro do prazo. Beckett, o arquiteto da família, é um charmoso conquistador que passa a maior parte do tempo falando sobre obras, comendo pizza e bebendo cerveja com seus irmãos Ryder e Owen. Atarefado com a pousada, ultimamente nem tem desfrutado de uma vida social decente, mas pretende mudar logo isso para atrair a mulher por quem é apaixonado desde a adolescência.
Depois de perder o marido na guerra e retornar para Boonsboro, Clare Brewster leva uma vida tranquila cuidando de sua livraria e dos três filhos. Velha amiga de Beckett, ela volta a se reaproximar dele ao ajudar nos preparativos da pousada. 
Em meio a essa apaixonante reconstrução, rodeados de amigos, Beckett e Clare passam a se conhecer melhor e começam a vislumbrar um futuro novo e promissor juntos. 
Neste primeiro livro da trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta o romântico Beckett Montgomery, que, ao buscar realizar o sonho de sua família, acaba deparando com um amor que pensava estar esquecido.

Uma História Incomum Sobre Livros e Magia | Autor(a): Lisa Papademetriou | Skoob


Sinopse: Duas meninas encontram um livro mágico e cada uma se vê envolvida numa história que parece ser contada sozinha. Kai chega ao Texas para visitar sua tia-avó Lavinia – uma senhora extravagante, durona e fã de hip-hop. Do outro lado do mundo, no Paquistão, Leila deseja ser tratada como uma princesa pela família de seu pai e viver fortes emoções. 
Elas só não fazem ideia de que seus mundos completamente diferentes estão prestes a se chocar graças a um enigmático livro em branco. 
Quando Kai escreve no livro, suas palavras magicamente aparecem no exemplar de Leila. As meninas então percebem que O cadáver excêntrico reage a cada frase acrescentada – não importa se foi inspirada pelo ataque de um chihuahua ou por um mal-entendido com uma cabra – com um trecho da história de amor vivida por Ralph Flabbergast e Edwina Pickle mais de cinquenta anos antes. 
Uma história incomum sobre livros e magia entrelaça essas três perspectivas – de Kai, Leila e Ralph – de uma forma divertida e emocionante. É uma narrativa mágica sobre o destino e os laços invisíveis que nos ligam uns aos outros.


Caminho das Sombras | Autor(a): Brent Weeks | Skoob


Sinopse: Para Durzo Blint, matar é uma arte... e ele é o artista mais talentoso da cidade. Temido por muitos, Durzo é uma lenda viva com as mãos manchadas de sangue e nenhuma culpa pelas vítimas que deixa pelo caminho.
Esse mundo sombrio também não é novidade para o jovem Azoth. Sobrevivendo entre becos sujos, ele aprendeu que a esperança é uma piada. Pelas regras das guildas, crianças são agredidas e surradas todos os dias.
Tentar contestar essa realidade seria um risco alto demais. Mas quando a morte se torna questão de tempo para ele e seus amigos, Azoth se vê forçado a vencer o medo e agarrar a chance de virar um derramador, um assassino. Ele precisa se tornar discípulo de Durzo Blint.
Para ser aceito, o garoto abandona sua antiga vida e abraça uma nova identidade. Ao se tornar Kylar Stern, ele aprenderá a transitar no mundo dos nobres, sobreviver às magias de seus inimigos e cultivar uma amizade muito especial: a da escuridão.


13 de março de 2016

Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry








Autor(a): Brittainy C. Cherry | Gênero: YA | Ano: 2015 | Páginas: 322 | Editora: Record | Skoob


Sinopse: Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.
Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. 
Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.


"Sr. Daniels" conta a história de Ashlyn que fica completamente perdida quando sua irmã gêmea Gaby morre aos 19 anos. Assim, a vida de Ashlyn vira de cabeça para baixo quando sua mãe resolve que é melhor que ela viva com o pai ausente e sua nova família. Com uma mala pequena e uma caixa com lindas cartas escritas por Gaby antes de morrer, Ashlyn viaja de encontro a uma nova vida e um jovem de lindos olhos azuis.
"Dois segundos. Eu não tinha chorado nos últimos dois segundos. Então era uma pequena vitória."
Não é segredo pra ninguém que eu AMO YA e com tantas resenhas positivas sobre o livro, era meio impossível não ficar curiosa com a história que Brittainy tinha criado, ainda mais com essa capa lindinha, certo?

Infelizmente, Sr. Daniels não foi nada do que eu esperava. O inicio do livro até que me prendeu, queria saber como seria a vida Ashlyn com seu pai, sua nova família e irmãos, mas conforme o livro caminhava, as coisas começaram a ficar um pouco surreais demais e a história parecia cada vez mais cheia de buracos e fraca.

"Eu sorri. Sabia que era esquisito, e alguns condenariam o que ele tinha dito, mas sorri porque, caramba... tinha sido engraçado. Eu sentia falta de momentos engraçados na minha vida."
Eu não consigo cair nessa de amores arrebatadores, apesar de ter gostado muito da posição em que a autora colocou os personagens. São muitos obstáculos e uma vida nada fácil para ambos, mas infelizmente, a história vai decaindo e deixou de me prender por vários motivos.

O único motivo para eu ter dado três estrelas para o livro são as cartas deixadas por Gaby. As cartas são incríveis e eu acho que não conseguiria não abrir todas no momento em que as descobrisse, mas querendo ou não, Ashlyn foi forte o suficiente para não abrir e, cada vez que abria uma delas, o livro ganhava um pontinho a mais para mim, mas não o suficiente para ganhar mais de três.







11 de março de 2016

Todos Os Nossos Ontens - Cristin Terrill



Autor(a): Cristin Terrill | Gênero: Ficção | Ano: 2015 | Páginas: 352 | Editora: Novo Conceito | Skoob


Sinopse: O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...


O livro conta a história de um futuro não tão distante onde a viagem no tempo pode ser possível sim, mas muito perigoso também. Em, Finn, Marina e James jovens com destinos bem diferentes e que, ao mesmo tempo, estão intrinsecamente ligados. Dois desses jovens tem a missão de impedir que a maquina do tempo chamada "Cassandra" seja criada e, com isso, leve o mundo deles a um futuro horrível. A viagem já foi feita quatorze vezes e eles só tem mais UMA chance de mudar tudo.



"Todos Os Nossos Ontens" foi uma das primeiras leituras de 2016 e posso dizer que o ano começou com livros incríveis. O livro é daquele que você começa com um pequeno parágrafo e, quando vê, não consegue largar o livro por nada e quando precisa largar o livro para fazer outras coisas, a história não te deixa, você continua preso a ela e imaginando seus possíveis desfechos.


É bem difícil fazer uma resenha desse livro sem contar as partes que mais amei no livro e dar spoiler, então eu vou focar mais nos personagens incríveis e tão humanos que Cristin criou, em sua história complexa de viagem no tempo que te deixa de boca aberta em vários trechos do livro e, principalmente, nas doses certas de amor, suspense e ação que a autora colocou no livro sem focar demais em um ou outro ponto, acertando a cada página, a cada capítulo.


A narrativa da autora é tão incrível, tão alucinantes que os acontecimentos colocados no livro só te fazem quer mais e mais da história que, a cada capítulo, te deixa com mais uma questão, mais uma dúvida se Em ou Finn conseguirão aquilo que almejam, se o mundo vai mudar, se eles vão se perder, se o doutor vai conseguir impedi-los e, aos poucos, a autora vai te dando pedaços das respostas e quando tudo se encaixa, é impossível não deixar seu queixo cair.

"Todos Os Nossos Ontens" se tornou mais um dos meus preferidinhos, a história criada por Cristin me pegou de jeito e as versões futuras e passadas de todos os personagens são tão bem construídas que ficamos nos perguntando como a autora não se perdeu em meio a tantas informações. A viagem no tempo é só mais um tempero numa história magnificamente criada.



Cristin se tornou mais uma autora que vou ficar de olho para ler qualquer outra obra dela. Sua escrita é leve, rápida e nos prende com facilidade. A autora acabou de me fazer chegar ainda mais perto de ser uma amante enlouquecida por boas distopias.


*Livro cedido em parceria com a Editora.




9 de março de 2016

[VÍDEO] Caixinha de Correio #7 - Janeiro


Mais atrasada do que esquecida? Será?

Eu gravei o vídeo no começo de fevereiro e ESQUECI de upar, acreditem. Mas, agora tá ai pra todo mundo ver e é só dar play que o vídeo está bem curtinho.




Resenhas citadas no vídeo.

        





8 de março de 2016

O Bangalô - Sarah Jio

Autor(a): Sarah Jio | Gênero: Romance | Ano: 2015 | Páginas: 320 | Editora: Novo Conceito | Skoob

SinopseVerão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.
No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora. 
Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.
O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.
A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.














Hoje é o Dia Internacional da Mulher e para comemorar, vamos de resenha de um livro com duas personagens fortes, decididas e cheias de personalidade.

A história se inicia com uma carta, uma carta que trás de volta uma história sobre um assassinato ocorrido há muitos anos. Quem recebe essa carta é Anne, uma garota que tem tudo o que se pode sonhar, uma boa familia e um noivo aparentemente perfeito. Prestes a se casar, Anne decide dar um tempo em seu noivado e acompanhar sua melhora amiga Kitty e se voluntaria para ser enfermeira do exercito e as duas viajam para a ilha de Bora Bora e nossa história começa a caminhar.

Eu sou apaixonada pela escrita da Sarah Jio e quando recebi "O Bangalô" e li a sinopse, fiquei muito tentada a pegar o livro e ler na hora, mas eu tinha outras leituras atrasadas para colocar em dia e "O Bangalô" acabou ficando para depois e eu o li na Carnatona, o único livro que terminei durante a maratona.


Com romance, mistério, sofrimento e guerra bem dosados e sem exageros, a autora consegue nos levar facilmente por uma história cheia de paixão e cenários paradisíacos e eu adoro como Sarah consegue mesclar o passado e o presente com tanta maestria e nos prender com a sua escrita maravilhosa.

Todos os personagens que Sarah criou são bem trabalhados e nenhum deles ficou sem uma história completa. Eu não sei se, no lugar de Anne eu teria perdoado Kitty por tudo o que ela fez e deixou de fazer. Muitas partes do livro me deixaram brava, triste, emocionada e feliz. Sarah conseguiu despertar em mim muitos sentimentos e, mais uma vez, fiquei apaixonada por mais uma de suas histórias e personagens.



Mais uma vez, a Editora Novo Conceito me deu a chance de ler um lindo romance de Sarah Jio com um trabalho editorial bem feito e uma capa maravilhosa.





*Livro cedido em parceria com a Editora.




 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo