15 de março de 2016

Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

Autor(a): Laurie Halse Anderson | Gênero: -- | Ano: 2012 | Páginas: 272 | Editora: Novo Conceito| Skoob

Sinopse: Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer.
O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. 
Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir.
Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles.
Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laure Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.


O livro conta a história de Lia, uma adolescente obsecada pela magreza e sua amiga Cassie que perdeu o controle e morreu sozinha em um quarto de motel, mas antes de morrer, Cassie ligou para Lia 33 vezes. O que Cassie tinha a dizer? O que aconteceu com ela? Como Lia vai lidar coma a morte da melhor amiga?

Não sei nem como começar a falar sobre o livro ou o que eu senti durante a leitura do livro. Assim como algumas pessoas tem um relacionamento doentio e compulsivo com comida, existem as pessoas que repudiam e sentem nojo da comida, Lia é uma dessas pessoas.
"Eu fui o motivo que não a fez fugir no primeiro ano. Eu fui o motivo que a fez não tomar um frasco de pílulas para dormir enquanto seu namorado a traía. Eu a ouvia por horas quando seus pais gritavam e tentavam a transformar em um modelo no qual ela não se encaixava."
Lia chegou a adulterar a balança para que a madrasta achasse que ela tinha engordado ou, ao menos, continuado com o mesmo peso, mas Lia ficava cada vez mais magra e quanto mais magra ela ficava, mais queria ficar e nada, nem ninguém conseguia fazer com que ela entendesse que isso poderia matá-la.

O livro é emocionante em diversos sentidos. Ele pode te marcar e te dar muitos tapas na cara. Eu nunca tive problemas alimentares, mas sempre fui gordinha e sei como o relacionamento com a comida pode ser doentio, tanto para quem a ama, quanto para quem a odeia e ler "Garotas de Vidro", conheci um outro lado que eu não imaginava ser tão cruel.

Lia é uma personagem incrível, tão bem criada e elaborada que, muitas vezes, me deu raiva por não ver que todos ao seu redor estavam querendo que ela fosse uma adolescente normal, mas ela não consegue enxergar isso e a descrição que Lia dá para as pessoas que estão comendo é tão nojenta que eu fiquei impressionada.
"Então ela me diz, as palavras escorrendo para fora junto a migalhas de muffin de cranberry, as vírgulas mergulhadas em seu café."
"Garotas De Vidro" trata de um tema pesado, verdadeiro e muito, muito real e delicado. É um livro que, com certeza, vai te tirar de qualquer lugar confortável em que você esteja e te jogar na mais crua realidade de uma pessoa realmente doente. É impossível não ler esse livro sem se questionar sobre os padrões de beleza impostos pela sociedade.

Existem muitas Lias andando por ai, algumas conseguem sair do abismo em que se encontram, outras acabam como Cassie.








Comente com: ou

0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo