5 de abril de 2016

Não Olhe para Trás - S. B. Hayes












Autor(a): S. B. Hayes | Gênero: Suspense/Mistério | Ano: 2015 | Páginas: 322 | Editora: Bertrand Brasil | Skoob
Comprar | Ler um Trecho do Livro

Sinopse: Desde a infância, Sinead é compelida a cumprir uma promessa a seu manipulador irmão Patrick: a de que sempre seguirá os passos dele. Quando ele desaparece misteriosamente, ela então se vê obrigada a procurá-lo. As dicas que Patrick parece deixar sobre o seu paradeiro levam-na à Casa Benedict, um lugar onde o tempo não tem sentido — onde um segundo parece durar uma eternidade.
Lá, ela conhece James, que está em busca de respostas sobre o seu passado, e por quem se apaixona. Juntos, os dois descobrirão verdades terríveis que irão testá-los até o limite. Apesar de seu novo amor, Sinead permanece aflita por Patrick e acredita que ele, de alguma forma, seu irmão está por perto e a observa. E ela não conseguirá descansar até encontrá-lo.

O livro conta a história de Sinead, uma garota que tem medo de perder tempo e tenta fazer, sempre, o máximo que pode para não desperdiçar nenhum segundo de sua vida, mas existe algo que sempre a faz perder tempo. Seu irmão Patrick tem problemas com drogas e vive desaparecendo, mas desta vez, Patrick deixou pistas para que Sinaed o siga e o encontre. Essas pistas a levam para a Casa Benedict, um lugar bem estranho onde Sinaed vai passar muito mais tempo do que imaginava e encontrar coisas que jamais sonhou.

Comecei a ler o livro por causa da capa, afinal, pela capa e pelo gênero, imaginei que fosse um livro arrebatador, extremamente cheio de suspense e com muitos, muitos mistérios, mas não foi exatamente o que encontrei ao me aventurar pelas páginas de "Não Olhe Para Trás".
"Quando encontrar o que deseja, Sinead, não olhe para trás; você nunca deve olhar para trás."
Sinead é uma garota tão obcecada com o tempo, com não perder tempo fazendo coisas inúteis que não via sua vida passar diante de seus olhos. Sua busca por Patrick se tornou ao mesmo tempo uma obsessão e uma desculpa. Sinaed acreditava que, a partir do momento em que encontrasse o irmão, seria livre dele e da mãe, mas na verdade ela continuaria sendo alguém presa a seus medos, demônios e paranoias, alguém impossibilitada por si mesma de viver a própria vida. 


Confesso que, ao ouvir a história dos ataques de asma pela primeira vez, percebi o que se passava entre Sinaed, sua mãe, Patrick e seu ciume doentio. Já conheci mães perturbadas o suficiente para entender como elas podem estragar a mente de uma criança com mentiras e manipulações, ainda mais uma criança que busca amor, carinho e aceitação como Sinaed buscava.

"-Nada aqui pode prejudicá-la, Sinead - respondeu. -Que bom que você não está com medo. A única coisa a temer é o próprio medo."
O romance introduzido durante a história entre Sinaed e James é tão estranho, digamos assim, que eu chegava a duvidar que James era alguém de carne e osso. Juro que, intimamente, desejava que James fosse um fantasma ou mais uma das visões estranhas que Sinaed tinha naquela casa, só assim as coisas teriam alguma emoção.

Os personagens são tão pouco trabalhados a ponto de não nos apegarmos muito a nenhum deles. O único que consegui sentir alguma empatia foi Harry com seu amor auto infligido. Ele era capaz de tudo por Sinaed, absolutamente tudo, inclusive se anular por ela. Já os outros personagens como a Irmã Catherine tinham sua importância na história, é claro, mas senti falta de conhecê-la um pouco melhor, inclusive mais sobre suas andanças sem fim pela Casa Benedict.

Para mim, "Não Olhe Para Trás" trata muito mais de fé, aceitação, perdão e encontrar a si mesmo do que um suspense ou mistério com alguma pitada de romance e, no fim, Sinaed acaba encontrando o que tanto desejava, mais tempo, mais tempo.

_ _ _ _ 

Capas Pelo Mundo:

A Autora:


S. B. Hayes Começou os seus estudos em um convento católico em Crosby, Merseyside na Inglaterra. Na universidade, estudou Inglês e, mais tarde, trabalhou para o governo. Tem três filhos e faz trabalho voluntário com crianças e adolescentes. Atualmente, passa o seu tempo escrevendo e trabalhando para na empresa da família, de consultoria na área de petroquímica, e sempre que pode, foge para fazer longas caminhadas à beira-mar.

Comente com: ou

0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo